Já postamos aqui em nosso Blog Tudo o que é preciso checar antes de colocar o barco para navegar e uma das dicas é sempre verificar o clima, temperatura, tabua de maré, ondulação e velocidade do vento, pois, você não quer ser surpreendido por uma tempestade em alto mar. Pensando nisso, o site “Marine Insight” publicou manual sobre o que fazer nas mais adversas situações em alto mar.

Portanto pegamos essas dicas e estamos repassando a vocês sobre o que fazer quando começar uma tempestade em alto mar. No entanto não se esqueça de sempre informar a Marina ou ao estaleiro por onde você vai navegar e o horário pretendido de voltar.

1) Em mar aberto, normalmente se navega em modo piloto automático. É recomendável trocar para manual e em casos de veleiros manter o motor ligado, sempre que confrontado por uma mudança de tempo radical, para ter o melhor controle do barco.

2) Não deixe de verificar se os motores e posição do leme se encontram na posição correta, alinhados e avante. O mau tempo pode afetar as posições de leme e/ou rabetas, resultando em prejuízos em seu funcionamento, dificuldade de controle ou até mesmo falsos alarmes.

3) O motor pode ficar exposto durante tempestades com altas ondas, provocando a entrada e saída da hélice da água. É necessário configurar o trim ou reduzir a sua rotação. Evitando que saia de giro quando fora d´agua.

4) O gerador, quando tiver, deve ser mantido em pleno funcionamento até que o mau tempo se dissipe a fim de ter energia plena em todos os equipamentos e recursos elétricos.

5) Monitore constantemente o estado dos motores (aquecimentos, voltagem, rotação) e se tiver, a alimentação auxiliar.

6) A tripulação não deve se dirigir ao convés durante uma tempestade, a menos que realmente necessário.

7) Mantenha as passagens desimpedidas, e deixe o acesso aos motores o mais fácil possível para o caso de precisar tentar reparos.

8) Não se esqueça de guardar corretamente cabos e equipamentos de amarração após a sua utilização. Os espaços no convés devem ser mantidos fechados e sem nada solto.

9) O rol de chamada (lista de tarefas) deve ser colado em vários locais da embarcação, ou em casos de barcos menores, repassado com todos, para que cada tripulante tenha consciência de seu papel.

10) Deixe todos em alerta e trabalhe em grupo, sempre evitando o pânico.

Esperamos que com essas dicas você consiga passar sem muitos apuros quando acontecer alguma situação parecida e curtir sua navegação.

Conheça mais sobre o mundo Náutico, acesse o blog Regatta.

Fonte: Portal Náutico, Marine Insight